FAQs

Clique numa das seguintes perguntas para ver a resposta, tendo em conta a categoria:



Programa Acertar o Rumo:

O Acertar o Rumo é um programa de requalificação profissional de informática, totalmente dirigida às necessidades empresariais, destinada a licenciados com dificuldade de encontrar emprego nas suas áreas de formação original e que revelem as competências adequadas à área das Tecnologias de Informação (TI).
O Acertar o Rumo pretende atrair e selecionar licenciados com talento que tenham à partida características adequadas a uma carreira nas TI:
  • Curso superior de base tecnológica: por forma a garantir um bom raciocínio lógico e preparação matemática;
  • Curso superior de base não tecnológica, caso tenha uma afinidade comprovada com a área de TI e grande interesse/motivação pela mesma;
  • Competências comportamentais: boa capacidade de comunicação, orientação ao resultado, capacidade de trabalho individual e em equipa, motivação para a programação, vontade de investir em formação complementar numa área de elevada empregabilidade.
O Programa Acertar o Rumo é uma iniciativa promovida por entidades empregadoras (iTGROW, Critical Software e BPI) que se associam à Universidade de Coimbra, em parceria com o IEFP, para criar uma formação profissionalizante, com a qualidade e rigor exigida e totalmente orientada às necessidades empresariais. Estas instituições colaboram ativamente no planeamento e conceção deste programa, bem como no direcionamento dos alunos para as empresas aderentes e sua colocação no mercado de trabalho. A participação da UC, reconhecida pelos seus elevados padrões de qualidade na investigação e educação no ensino superior, vem também reforçar o seu compromisso na formação ao longo da vida e na requalificação profissional através deste programa.
Na totalidade, o Acertar o Rumo tem 22 meses de duração (10 meses de formação académica + 12 meses de estágio profissional).
A fase formativa do Programa Acertar o Rumo decorrerá em Coimbra, no Polo II, Departamento de Engenharia Informática. O estágio profissional vai ter lugar nos escritórios da empresa em causa, uma vez que temos empresas aderentes a nível nacional.

Recrutamento e Seleção:

Para dar início ao seu processo de candidatura, basta submeter o CV on-line, no separador "“Inscreva-se" ”deste website.
O período para candidaturas à quarta edição do Programa Acertar o Rumo decorrerá em 2 fases:
  • 1ª fase de candidaturas: de 1 de Junho a 15 de Julho
  • 2ª fase de candidaturas: de 15 de Agosto a 13 de Setembro
A seleção dos formandos é efetuada através de triagem curricular, execução de provas (individuais e de equipa) e concretização de uma entrevista biográfica. O objetivo é encontrar pessoas motivadas para os desafios de programação de projetos de TI, com capacidades ao nível do raciocínio lógico e da matemática e características comportamentais que garantam a atitude e dedicação necessárias.
Cada turma terá de 20 a 25 formandos, considerando-se que esta é a dimensão adequada para se poder garantir uma formação de qualidade e um acompanhamento efetivo de todos os formandos.
As provas de recrutamento e seleção da quarta edição do Programa Acertar o Rumo realizar-se-ão nos dias 20 e 21 de Julho (1ª Fase) e nos dias 14 e 15 de Setembro (2ª Fase) no Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra (Pólo II).
O Acertar o Rumo informa os candidatos selecionados para ingressarem o Programa até, no máximo, final do mês de Setembro de 2016. Os candidatos terão de se inscrever posteriormente nos serviços académicos na Universidade de Coimbra liquidando nessa altura o pagamento da propina inerente ao curso. Informações detalhadas serão fornecidas somente aos candidatos selecionados.

Fase de Formação na Universidade de Coimbra:

A fase letiva da quarta edição do Programa Acertar o Rumo terá início previsto a 26 de Setembro de 2016.
O Acertar o Rumo representa um investimento para os formandos de 2.850 euros que devem ser pagos aquando da sua matrícula no curso.
Sim, para treino durante a fase formativa do Programa Acertar o Rumo é essencial que o formando possua um computador que possa usar neste contexto, de preferência portátil, com as seguintes características mínimas:
CPU: 2.6 GHz Intel Pentium IV or equivalent;
Memory: 2 GB;
Diskspace: 1 GB of free disk space.
A primeira fase do programa Acertar o Rumo, a fase de formação, consiste num Curso sem Grau da Universidade de Coimbra, ministrado por docentes do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra.
A fase formativa será dividida em três trimestres. Os dois primeiros trimestres são avaliados com base no método de avaliação contínua (50%) e de realização de exame, com possibilidade de efetuar uma recuperação (50%). O terceiro trimestre é avaliado mediante defesa do projeto com relatório.
Só é possível transitar para o trimestre seguinte mediante aprovação no trimestre anterior. Só os alunos com sucesso nesta componente letiva do curso (3 trimestres) têm acesso ao estágio profissional em empresas. O relatório de estágio será igualmente avaliado pela Universidade de Coimbra (avaliação intercalar e final).
A fase formativa terá uma componente de aulas promovidas por docentes do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra e uma componente prática de resolução com orientação de monitores desse mesmo departamento. Na totalidade, a fase formativa do Programa Acertar o Rumo representa 8 horas de esforço diário. Trata-se de um curso intensivo e rigoroso, a tempo inteiro (40h/semana)
O Programa Acertar o Rumo vai formar técnicos de programação em Java. A fase de formação na Universidade é constituída por 3 trimestres:

1º Trimestre: Iniciação à Programação em Java; Sistemas Operativos, Base de Dados, Redes da Comunicação e Tecnologias da Internet;

2º Trimestre: Programação Avançada em Java;
3º Trimestre: Estágio Curricular académico para aplicação dos conhecimentos adquiridos anteriormente.

Os 12 meses seguintes são de estágio profissional, possibilitando o treino em projetos reais e no desenvolvimento de competências on-the-job.

O Acertar o Rumo vai formar técnicos de programação totalmente focados nesta competência. Contrariamente a um curso superior de engenharia informática, não é objetivo do Acertar o Rumo desenvolver competências de análise, definição de requisitos e outras associadas ao desenvolvimento de software na sua globalidade. O foco nas técnicas de programação em Java cumpre o propósito de objetividade e eficácia de formação que se pretende dar a este programa.
Sim, os formandos que terminarem com sucesso a fase formativa do curso têm acesso a um “Diploma de Curso sem Grau” passado pela Universidade de Coimbra. No final do Programa (22 meses), obtêm um certificado “Acertar o Rumo”.
Sim, existe a possibilidade de se concretizar a equivalência em créditos entre as disciplinas lecionadas na fase formativa do Programa Acertar o Curso e a Licenciatura em Engenharia Informática do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra, mediante a aprovação do docente responsável.
É possível, mesmo não tendo uma licenciatura em Engenharia Informática. Nesse caso, a aprovação da candidatura necessita de ser autorizada pelo Conselho Científico do Departamento de Engenharia Informática.
São vários os estudos europeus que apontam para um défice crescente de recursos especializados nas tecnologias de informação. Só em Portugal, estima-se que estejam atualmente em falta 3900 profissionais desta área sendo que em 2020 o número de postos de trabalho por preencher acenderá aos 15.000.
O Programa Acertar o Rumo embora termine no final do estágio profissional, e de acordo com a experiência de edições passadas, há forte probabilidades de os formandos serem contratados pela empresas em que realizaram o seu estágio. Adicionalmente, a convicção do Acertar o Rumo assenta no seguinte: mesmo numa situação de não continuidade do formando na empresa onde foi realizado o estágio, este terá mais e melhores oportunidades no mercado de trabalho do que aquelas que tinha quando iniciou o programa. O mercado das TI continua em crescimento e as expectativas são que se mantenham necessidades de recursos com as competências-alvo desenvolvidas no contexto deste curso.

Fase de Consolidação nas Empresas:

Várias empresas a nível nacional aderiram ao programa comprometendo-se a receber os formandos do Acertar o Rumo nos seus projetos, em contexto de estágio profissional. Podes ver quem são no separador “Empresas Aderentes” deste website.
As empresas submetem as suas propostas de estágio onde descrevem de forma clara contexto e âmbito das tarefas do estágio. Os alunos candidatam-se a várias propostas, sinalizando a sua ordem de preferência. Será dada preferência de escolha aos alunos com melhor nota na fase formativa do Programa Acertar o Rumo. Finalmente, existe uma fase de aceitação do formando por parte da empresa.
Sim. Foi definido, em conjunto com as empresas que aderiram ao Programa Acertar o Rumo e se comprometeram a receber formandos em contexto de estágio profissional, que a remuneração mínima mensal durante o período de estágio é de 750 euros brutos. Este valor inclui subsídio de alimentação sendo a base tributável de acordo com as regras que estiverem em vigor no período de execução do estágio.

Outras:

Sim, existem várias linhas de crédito de formação disponíveis no mercado. O BPI desenhou uma linha de crédito ajustada às necessidades concretas deste curso, cujas informações detalhadas poderão ser consultadas aqui. O formando pode pedir crédito não só para suportar o valor da propina como também para adquiri um computador portátil ou livros e para seu sustento mensal (subsídio de subsistência).
Não será possível conciliar a frequência do Programa Acertar o Rumo com outro tipo de atividade. Tanto a fase deformação na universidade como a fase de estágio nas empresas são efetuadas em regime intensivo, 8h/dia, podendo ser necessário investir esforço extra para consolidar o desenvolvimento das competências pretendidas.
Sendo uma ação em parceria com o IEFP, a sua frequência (ao contrário de outras ações que frequentem no ensino superior, por exemplo) é reconhecidamente profissionalizante, origina a dispensa das obrigações de procura ativa de emprego, não condicionando a manutenção dos benefícios atuais por parte da segurança social, nem os futuros no âmbito do IEFP, como sejam a integração em programas e medidas de estágio e emprego.

Em caso de seleção para o programa, poderá seguir o seguinte procedimento junto do IEFP para solicitar a dispensa de Procura Ativa de Emprego das apresentações quinzenais na Junta de Freguesia:

1. Reúna a seguinte documentação solicitada pelo IEFP:

  • Emitida pelos serviços académicos da UC ou pela secretaria do DEI:*
    • Certificado multiusos que garante inscrição no curso.
    • Declaração em como o curso não atribui qualquer tipo de bolsa ao estudante.

    *Nestes casos, deverá aguardar pela confirmação de inscrição no curso para solicitar os respetivos documentos.


  • Imprimida a partir da plataforma interna do estudante “Inforestudante”: **
    • Listagem das unidades curriculares do Curso de Programação em Java.
    • Calendário oficial do curso de Programação em Java.
    • Comprovativo do pagamento de propinas.

    **Nestes casos, deverá solicitar nos serviços académicos da UC ou na secretaria do DEI a carimbação (com data) dos documentos.

2. Remeta a documentação reunida por email (se.coimbra@iefp.pt) para exposição do seu caso, requerendo a dispensa de procura ativa de emprego e das apresentações quinzenais na Junta de Freguesia, durante o curso.
Ao efetuar esta comunicação com o IEFP não se esqueça de referir:

  • Nome completo
  • ID utente IEFP
  • Nº de identificação (Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade)
Sim, o programa Acertar o Rumo não tem qualquer limite etário para os formandos.


Caso alguma das suas dúvidas não tenha sido esclarecida, entre em contacto connosco através do e-mail info@acertarorumo.pt.